É Possível Ser Feliz Sem Dinheiro?

Recentemente participei de um projeto social focado em beneficiar moradores de rua. Funciona assim: dezenas de pessoas passam a madrugada andando pela cidade, encontrando moradores de rua para conversar com eles e distribuir itens de necessidade básica. O projeto se chama Entrega por Campinas, e é um braço regional do Entrega por SP.

Essa iniciativa visa não apenas ajudá-los com seu bem-estar (entregamos papel higiênico, escova de dentes, meias, etc) mas também ouvir sua história, estender uma mão amiga, mostrar fraternidade, etc. Somos todos irmãos, e a situação de vida de cada um não deveria ser motivo para exclusão ou até desrespeito.

Eu já comentei uma vez que tenho um sonho de viver em um lugar onde todos são amigos e vivem em harmonia, então participar desse projeto é uma forma de contribuir para a concretização dessa visão.

Mas o post de hoje não é sobre o projeto, e sim sobre algo que percebi ao me relacionar de maneira bem próxima com essas pessoas que vivem na rua.

Eis o que percebi:

Tentar criar novos padrões mentais de abundância não adianta nada se você ainda se apega a crenças limitantes sobre não ter dinheiro.

Se você não consegue se imaginar vivendo com poucos recursos pelo resto da sua existência, e ainda assim tendo uma vida maravilhosa… Então você está:

  1. Cego sobre o que realmente importa na vida;
  2. Transformando o dinheiro em uma entidade poderosa;
  3. Levando uma vida chata.

Não espere ter uma vida de abundância financeira se você está agindo de maneira cega, impotente e chata.

Entenda que sua vida não vai esperar até o momento em que você terá dinheiro para fazer as coisas que gosta.

Você ainda pode se apaixonar;

Você pode dar risada;

Você pode se exercitar e fazer esportes;

Você pode ler os melhores livros;

Você pode escrever;

Você pode criar música;

Você pode fazer arte.

Se não tem dinheiro para comprar equipamentos profissionais de arte, faça arte com areia, com sucata, com o que tiver à disposição. Se não tem dinheiro para comprar uma guitarra de última geração, cante. Toque bateria com baldes, como esse cara incrível.

Tenho um amigo que estava com a grana um pouco curta e pegou uma caixa de feira para usar como banco em sua casa. Ele poderia se sentir mal com a situação, mas ao invés disso todo mundo achou super divertido! Você também pode fazer uma mesa com carretel de madeira, fazer cama com pallets, armário suspenso com caixas de madeira, etc. Eu já vi casas que foram mobiliadas com custo quase zero, só usando sucata, criatividade, e um pouco de talento artístico. Criatividade supera dinheiro todas as vezes. As vezes a gente pensa que está sem dinheiro, mas na verdade está sem criatividade para encontrar soluções alternativas!

Continuando…

Você pode viajar (não estou falando de voar primeira classe para Paris. Existem formas de viajar que são quase de graça).

Você pode fazer couchsurfing e explorar novos lugares (uma modalidade de hospedagem onde você dorme no sofá das pessoas que disponibilizam suas casas para viajantes).

Você pode dançar;

Você pode trabalhar nas suas habilidades sociais e fazer um monte de amizades.

Você está “duro”… E daí? Pare de transformar isso em uma situação terrível que te impede de ser feliz. Pare de se estressar tanto sobre isso. Pelos padrões globais, o mero fato de você estar lendo isso em um celular ou computador já te coloca muito longe do que significa ser verdadeiramente pobre. Você provavelmente ainda está entre os mais ricos do mundo. Se você tem o que comer (mesmo que seja arroz e feijão), tem água para beber, tem uma cama para dormir (ou um colchão), e algumas roupas para vestir… Então existem BILHÕES de pessoas que fariam de tudo para chegarem até esse seu estado de “pobreza”.

Se você olhar o mundo do ponto de vista deles, vai ver que na realidade está fingindo viver em escassez – quando na realidade já vive em abundância.

E pare de ser tão mau humorado. Ter pouco dinheiro não é desculpa para isso.

Traga a diversão de vola para sua vida. Vá atrás das suas paixões mesmo sem ter recursos. Não faça isso com o objetivo de ficar rico, mas sim porque você já tem mais do que suficiente para lutar pelos seus sonhos. Deixe de se esconder no medo e na auto-piedade. Faça sua vida incrivelmente inspiradora agora mesmo! Não deixe seus sonhos “na espera” só porque não tem uma determinada quantia no banco. Isso não faz o menor sentido, e é muito triste!

Mentalizar e desejar abundância é ótimo, mas não deixe que essa visão de futuro te impeça de viver o presente. Veja tudo o que você já tem, e faça uma limonada deliciosa com esses limões que estão nas suas mãos.

Algumas pessoas dizem: “Eu já fui pobre e já fui rico. Ser rico é melhor.”

Esse pensamento está errado em sua essência. Rico não é melhor nem pior, é diferente. Sua mentalidade é que vai determinar a interpretação da realidade, e por isso uma pessoa que tiver uma mentalidade “rica” nunca baseará sua felicidade na quantidade de dinheiro que ela tem.

Perceba que a nossa medida de “riqueza” é baseada nas experiências vividas, e isso não é necessariamente correlacionado com dinheiro.

E, por último, deixe de culpar a falta de dinheiro pela sua insatisfação com a vida. Conheço pessoas muito ricas e emocionalmente miseráveis, e também tenho amigos pobres que moram na rua e são super alto astral. Não estou dizendo que não passam dificuldades – mas encaram tudo com uma atitude positiva.

Então você tem uma conta atrasada… Então você não conseguiu comprar roupas novas… Então seu carro enguiça de vez em quando… Isso realmente é motivo para acabar com sua alegria de viver? Com tanta coisa interessante para você fazer, vai ficar tão desesperado por causa disso? Sério, reconsidere suas prioridades.

Tenha uma vida feliz, mesmo que não seja rico.

Ria mais, inclusive de si mesmo.

Leia.

Se exercite.

Sorria, abrace as pessoas.

E tenha fé em Deus. É aí que mora a verdadeira riqueza.

“Buscai em primeiro lugar o reino de Deus e a Sua justiça, e todas as coisas vos serão acrescentadas.” Mt 6:33

 

 

 

E você, já passou por dificuldades financeiras? Conseguiu manter o espírito tranquilo ou a preocupação foi grande demais? Compartilhe suas histórias de escassez ou abundância nos comentários!

VAMOS SER AMIGOS DE E-MAIL?

Cadastre seu e-mail para receber conteúdo exclusivo e novos posts.

2 comentários sobre “É Possível Ser Feliz Sem Dinheiro?

  1. Parabéns pelas palavras, pela audácia de indispor-se com a “visão capitalista”! Obrigada por mudar o mundo (seja qual for o mundo: meu, seu, nosso).

  2. Cada vez me encanto mais com esses artigos e sempre aguardo ansiosa pelo próximo tema! Tens o dom de inspirar através de palavras, sensacional!

Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *