A “Fórmula Secreta” Para Conquistar Tudo o Que Você Deseja

Você deseja alguma dessas coisas?

a) Ganhar mais dinheiro

b) Mudar seu corpo

c) Melhorar sua saúde

d) Relacionamentos mais gratificantes

e) Trabalhar com o que gosta

Meu palpite é que você deseja todos os itens acima, e muitas outras coisas.

No post de hoje vou compartilhar a fórmula secreta que ajudou os homens mais notáveis da história a atingirem o sucesso nas mais diversas áreas da vida – e que também me ajuda todos os dias a viver uma vida extremamente recompensadora.

Essa fórmula é muito simples, mas também muito poderosa. E uma vez que você a compreenda em sua totalidade, poderá moldar todos os aspectos de sua vida de acordo com seus desejos. E falando de desejos…

A Verdade sobre os Desejos.

Já percebeu que grande parte das pessoas que você conhece (talvez todas) passa a vida toda querendo um monte de coisas – e na maioria das vezes nunca consegue?

Gordinhos que gostariam de ter um corpo mais esbelto, pessoas solteiras que sonham em encontrar o amor verdadeiro, trabalhadores que suspiram por não ter o emprego que desejam.

Porque será que isso acontece? Será que estamos destinados a sempre desejar aquilo que está além do nosso alcance, apenas para amargar a frustração de uma vida menos do que perfeita?

Para mim, isso é besteira. Acredito que Deus te deu a vida para que você atingisse a máxima felicidade e desenvolvimento em todos os aspectos – sendo eles físicos, mentais, emocionais e espirituais. O universo foi desenhado de maneira que tudo aquilo que pode ser imaginado, pode ser realizado. De fato, tudo o que foi criado no “mundo real” foi antes concebido em forma de uma ideia ou uma visão – um desejo.

Toda realidade é a manifestação de um Desejo.

Enquanto escrevo esse post no meu notebook, percebo que esse aparelhinho de plástico e metal pesando cerca de 2kg é um verdadeiro milagre da tecnologia. Se hoje eu posso utilizar essa ferramenta fantástica enquanto viajo para compartilhar meus posts com centenas de milhares de leitores, é porque várias décadas atrás um homem chamado Alan Kay teve o desejo de fazer um computador portátil que pudesse ser dobrado. A ideia dele se tornou realidade, e hoje é utilizada por bilhões de pessoas no mundo todo.

A mesma coisa pode ser dita sobre todas as coisas ao seu redor. Veja os prédios, os carros, as roupas, a internet, os aparelhos elétricos… Tudo! Você está olhando para manifestações físicas de ideias e desejos – e isso também se aplica à vida das pessoas. Observe alguém que tem um corpo bonito e saudável. Alguém que trabalha fazendo o que gosta. Alguém que tem ótimos relacionamentos. Alguém que tem uma grande liberdade financeira. Essas realidades observáveis são apenas a materialização de desejos.

Então é só desejar para conseguir o que eu quero?

Não, a menos que você seja amigo íntimo do Papai Noel.

Quando eu digo que a realidade começa com um desejo, não estou falando de magia. Tem gente que não entende, e pensa que é só ficar repetindo “Sou rico, sou rico, sou rico” que, de repente, vão aparecer alguns milhões na sua conta do banco. Essa história de ficar repetindo afirmações positivas tem uma função importante, sim, e vou explicar mais pra frente. Mas não é um ritual mágico de realização de desejos.

O título desse post fala de uma Fórmula Secreta para conseguir qualquer coisa. Ela de fato existe, e é muito fácil de entender. Se trata de uma Lei sobre o funcionamento do nosso mundo, e é chamada de Processo da Manifestação. Veja a seguir:

O PROCESSO DE MANIFESTAÇÃO

PENSAMENTOS > EMOÇÕES > ESCOLHAS = RESULTADOS

Essa equação que descrevi acima mostra como os pensamentos se tornam realidade. Utilizando essa fórmula, você pode conquistar absolutamente qualquer coisa que desejar em sua vida.

Seus pensamentos geram emoções, com base nessas emoções você faz escolhas, e essas escolhas causarão a realidade observável (resultados).

Importante lembrar que esse processo acontece o tempo todo, e constitui o que chamamos de Hábito. O hábito é a repetição de pensamentos, emoções e escolhas. Então, se fossemos resumir a equação, poderíamos dizer que seus hábitos determinam seus resultados. Alguém pode contestar isso? Viu como não tem nada de místico ou pseudo-científico na fórmula da manifestação?

Todo mundo sabe a importância dos hábitos, mas a grande sacada é entender que eles são formados por pensamentos e emoções. Veja só o exemplo abaixo sobre o emagrecimento:

Pessoa 1 deseja emagrecer

Pensamentos de saúde, equilíbrio e bem-estar

geram

Emoções de alegria, autoestima elevada, motivação

causam

Escolhas de comer alimentos naturais, fazer esportes, evitar exageros.

Essas escolhas, quando se tornam um hábito, trazem o Resultado de mais saúde e bem-estar – e um corpo harmônico.

No entanto, parece que ainda está faltando algo nessa história… Afinal, tenho certeza de que você já ouviu falar desse próximo exemplo:

Pessoa 2 deseja emagrecer

Pensamentos de insatisfação, autocrítica, dificuldade

geram

Emoções de baixa autoestima, impotência, raiva, ansiedade

causam

Escolhas de burlar a dieta (“pisar na jaca”), exagerar na comida, pegar pesado demais nos primeiros treinos e por isso ficar todo dolorido e desistir de se exercitar, etc.

 

Conhece gente que passou por isso? Nem preciso dizer que esses hábitos trazem o resultado de continuar gordinho e com a saúde fragilizada.

Se as duas pessoas tinham o mesmo desejo, então porque seus pensamentos, emoções e escolhas foram tão diferentes? Por que a abordagem da Pessoa 1 foi positiva e destinada sucesso, enquanto a da Pessoa 2 foi negativa e fadada ao fracasso?

A resposta para essa pergunta é o Mapa de Crenças.

SEU MAPA DE CRENÇAS

Você já viu que os pensamentos são a origem da realidade, através do Processo de Manifestação. Mas de onde vêm os pensamentos? São simplesmente ideias aleatórias que passam pela nossa cabeça?

De forma alguma. Pensamentos não são nada aleatórios. E a maior prova disso é que seus pensamentos se repetem, dia após dia. Toda vez que olha no espelho, pensa a mesma coisa. Toda vez que confere sua conta bancária, pensa a mesma coisa. Toda vez que surgem notícias de uma nova catástrofe na TV, pensa a mesma coisa.

Seus pensamentos são previsíveis. É por isso que, quando a gente conhece muito bem alguém, consegue até imaginar o que essa pessoa pensaria ou diria em uma determinada situação.

Se os pensamentos não são aleatórios, onde eles são criados?

No seu Mapa de Crenças.

Absolutamente tudo o que você pensa está representando alguma de suas crenças sobre algo. E nós temos crenças sobre tudo – tudo mesmo! Você tem diversas crenças sobre dinheiro, sobre saúde, sobre relacionamentos, família, trabalho, etc. O conjunto de crenças sobre um determinado assunto é chamado de Mapa de Crenças. É muito simples: você nunca pensa algo que não faça parte das suas crenças.

Se você acredita que é muito perigoso pular de para-quedas, então você não vai ficar pensando em fazer isso! Por outro lado, o paraquedista profissional não tem essa crença: ele acredita que pular de para-quedas é gostoso e seguro, e provavelmente pensa bastante nisso. Crenças não são verdades absolutas – mas são verdade para VOCÊ.

É por isso que, nos exemplos acima, cada pessoa teve pensamentos diferentes: suas crenças eram diferentes. Podemos deduzir que a Pessoa 1 tinha crenças como:

  • É possível perder peso seguindo a estratégia correta;
  • Se outras pessoas já conseguiram, também posso conseguir;
  • Eu não SOU gordo, eu ESTOU gordo – e isso pode mudar;
  • Vai ser gostoso emagrecer.

Por outro lado, suponho que a Pessoa 2 se deparou com o fracasso porque tinha crenças como:

  • É muito difícil emagrecer;
  • Eu sempre fui assim, e sempre vou ser;
  • Não vale a pena tanto esforço;
  • Prefiro comer o que eu gosto do que me restringir;
  • Para emagrecer precisa passar fome.

Observando esses dois mapas de crenças, fica muito fácil entender por que uma pessoa conseguiu o que queria, e a outra não. Não dá pra falar quem está certo – mas dá pra perceber quais crenças são mais úteis em relação a um determinado objetivo.

Então, se formos atualizar a fórmula da manifestação, fica assim:

CRENÇAS > PENSAMENTOS > EMOÇÕES > ESCOLHAS = RESULTADOS

Se você conseguir entender a poderosa verdade por trás dessa fórmula, daqui pra frente sua vida será uma feliz trajetória de conquistas, vitórias e sucesso.

Você aprenderá a realizar todos os seus desejos, e para isso não precisará fazer mais esforço do que já faz atualmente em seu dia a dia.

Eis o mais magnífico segredo sobre sua vida:

Para realizar seus desejos, basta ter as crenças corretas.

É isso mesmo, meu amigo – suas crenças podem ser modificadas. E, se você fizer isso, estará alterando o próprio código-fonte que define toda a sua vida. Você não precisa se preocupar com as escolhas que terá de fazer, ou as emoções que terá de sentir, ou os pensamentos que deverá ter para conseguir o que quer.

Basta garantir que suas crenças estejam alinhadas com seus propósitos, e todo o resto será feito automaticamente – conforme estabelecido pelo Processo da Manifestação que rege nossas vidas.

COMO MODIFICAR SUAS CRENÇAS

Imagine que seu Mapa de Crenças é como um tabuleiro de xadrez. Em cada uma das casas dessa tabuleiro existe uma bolinha de gude. Cada bolinha de gude tem um pequeno bilhetinho dentro dela onde está escrito uma afirmação a respeito de alguma coisa. Imaginou?

Bom, existem dois tipos de bolinhas: as vermelhas e as azuis.

As vermelhas são Crenças Limitantes Carregam bilhetinhos que limitam seu poder e te impedem de conquistar seus objetivos, com mensagens como: Não consigo fazer isso, não gosto disso, isso sempre dá errado, não mereço isso, etc.

As azuis são Crenças Capacitantes – Seus bilhetinhos aumentam seu poder e te ajudam a conquistar objetivos, com afirmações como: sou bom nisso, isso pode ser feito, no final sempre dá certo, eu mereço isso, etc.

Para se tornar uma pessoa que consegue o que quer, basicamente você precisa substituir suas crenças limitantes por novas crenças capacitantes. Note que usei a palavra substituir, porque não pode existir conflito de crenças. Hoje você já possui crenças sobre tudo, então seu tabuleiro do Mapa de Crenças já está totalmente preenchido com bolinhas de gude. Essas bolinhas foram colocadas aí principalmente durante sua infância, mas ainda hoje são alimentadas por coisas que você lê, ouve, observa, presencia, experimenta, sente, etc.

Se você tentar colocar uma bolinha azul onde hoje existe uma bolinha vermelha, a de cima vai cair – porque não dá pra equilibrar uma em cima da outra (a crença mais antiga sempre vence). Ou seja, antes de criar uma nova crença capacitante, você precisa eliminar a crença limitante que estava ali.

Por isso, eu sugiro que use esses 5 Passos sempre que quiser modificar seu Mapa de Crenças:

5 Passos para Modificar seu Mapa de Crenças

  1. Identifique suas crenças.

Como as crenças ficam em uma camada mais profunda da sua mente, você primeiro precisa ganhar consciência sobre elas antes de mudá-las. Para identificar quais são suas crenças sobre um determinado assunto, uma técnica muito boa é o brainstorming sem filtros.

  • Pegue uma folha de papel em branco, e sente-se em um lugar silencioso onde não será incomodado pelos próximos 30 minutos;
  • No alto da folha, escreva o assunto. Ex: “Dinheiro”;
  • Agora simplesmente comece a escrever tudo o que vier na sua mente sobre o tema. Não filtre, só escreva. As primeiras frases (ou itens, caso faça uma lista) serão bem superficiais, mas em alguns minutos você começará a escrever impressões e associações profundas sobre o assunto. Não julgue se o que está escrevendo é bom ou ruim, só escreva!
  • Só pare quando não tiver mais o que escrever. Geralmente é que nem pipoca: nos primeiros minutos vai surgir uma frase aqui, outra ali… Aí de repente vão começar a surgir dezenas de frases e ideias, descontroladamente. E vai chegar um momento onde isso vai diminuir drasticamente, e vai ser um verdadeiro esforço pensar em alguma outra frase sobre o tema. Essa é a hora de parar.

2. Descubra a origem delas.

Eu recomendo que você tente entender como foram formadas suas crenças – isso vai te ajudar a perceber que elas representam aspectos importantes da sua vida, mas que provavelmente não são mais necessárias.

Para fazer isso, basta olhar para cada uma das frases que escreveu e se questionar de onde surgiu aquilo. Já posso te adiantar que 90% delas possuem uma dessas origens:

a) Seus pais/professores te ensinaram;

b) Você tomou conhecimento de fatos/histórias que te impressionaram;

c) Você vivenciou experiências marcantes.

 

Ao lado de cada frase (crença) que você identificou na etapa 1, agora anote as possíveis causas para ela existir. Ex:

Frase – “Dinheiro só traz problema”

Origens prováveis:

a) Meus pais me falavam isso porque tinham problemas com dinheiro;

b) Eu vi na TV um empresário rico que foi sequestrado;

c) Eu levava dinheiro para a escola e os valentões roubavam de mim.

 

Após descobrir as origens de suas crenças (algumas são mesmo misteriosas, não encane demais), já podemos passar para o terceiro passo:

3. Prove que essas crenças são mentiras.

Seu cérebro é treinado para não acreditar em mentiras – então tudo o que você acredita é porque considera verdade. Por isso, o terceiro passo se trata de mostrar para a sua mente que aquelas crenças são mentiras. Isso vai automaticamente fazer você deixar de acreditar nelas.

Esse passo é extremamente renovador. Sempre que eu passo por ele me dá um alívio de saber que eu estava acreditando em mentiras – e que agora estou livre para criar minhas verdades. Você vai ver que parece que um peso foi removido dos seus ombros!

Fazer isso é muito fácil, basta perceber que essas crenças são generalizações formadas quando você ainda era criança – e que possuem pouca ou nenhuma aplicação nos dias de hoje.

Então agora pegue uma nova folha de papel (ou use o verso), e escreva assim:

MENTIRAS EM QUE ACREDITEI.

Faça a lista com as crenças que identificou no passo 1, e ao lado de cada uma escreva POR QUE aquilo é mentira.

Ex:

“Pessoas ricas não prestam.” > Mentira, porque tem muita gente rica que ajuda a melhorar o mundo. Da mesma forma, existe gente pobre que é mau caráter.

“Quem tem muito dinheiro não tem tempo pra família e amigos.” > Mentira, porque com mais dinheiro a pessoa pode escolher melhor o que quer fazer com seu tempo.

etc.

Para fortalecer ainda mais esse processo, eu gosto de encontrar exemplos reais que COMPROVEM que essas mentiras são mesmo absurdas. Então, nesse caso acima, eu pesquisaria um caso real de alguém que é rico e tem bom caráter, e alguém que tem muito dinheiro e é um familiar/amigo dedicado.

Nesse momento você já conseguiu identificar suas crenças, descobrir como foram formadas, e provou para si mesmo que não passam de mentiras.

Você acabou de tirar as bolinhas vermelhas do tabuleiro. Agora é hora de colocar bolinhas azuis e montar um Mapa de Crenças positivo que te ajude a conseguir tudo o que você desejar.

4. Escolha novas crenças.

Muita atenção nessa hora, porque as crenças que você vai escolher nesse momento devem ser realmente positivas, capacitantes e plausíveis. Se você tentar adotar uma crença que pareça mentira, não vai colar. Lembra que seu cérebro não acredita em mentiras?

Nessa etapa eu gosto muito de usar a Modelagem e escolher crenças que já tenham sido comprovadas pelas pessoas que admiro – meus mentores daquele assunto.

Falando de dinheiro, eu pesquiso os pensamentos de T. Harv Eker, Robert Kiyosaki, Donald Trump, Randy Gage, Napoleon Hill, etc. Eles possuem crenças muito positivas sobre dinheiro – e o fato de serem imensamente ricos fornece a prova que minha mente precisa para acreditar.

Após selecionar algumas referências de sucesso naquele determinado campo da sua vida, vamos substituir as antigas crenças (mentiras) por novas crenças (verdades).

  • Pegue uma nova folha de papel, e divida em dois. Do lado esquerdo, escreva: “Mentiras em que eu acreditei”, e no lado direito escreva “Verdades que descobri”.
  • Escreva uma crença antiga na coluna da esquerda, e uma nova crença na coluna da direita. Ex:

(esquerda) MENTIRA: Dinheiro não traz felicidade

(direita) VERDADE: Felicidade vem de dentro, o dinheiro só me ajuda a fazer as coisas que eu quero fazer.

(esquerda) MENTIRA: Eu nunca tenho dinheiro.

(direita) VERDADE: Agora que sei o que fazer, a cada dia tenho mais dinheiro.

Etc.

Faça isso até ter substituído todas as suas crenças negativas (mentiras) por novas crenças positivas (verdades).

 

5. Use o poder da repetição.

Lembre-se que você passou anos, décadas acreditando e multiplicando aquelas mentiras em que você acreditava. Diversos processos mentais hoje estão embasados nessas ideias falsas.

O processo que você acabou de fazer é poderosamente transformador, mas deve ser reforçado todos os dias. É assim que seu cérebro vai acabar acreditando e esquecendo as crenças antigas.

Mas não se preocupe, isso só vai levar 10 minutos por dia – sem esforço nenhum!

Vou compartilhar com vocês a minha técnica secreta para reforçar novas crenças de maneira automática. É assim:

  • Baixe no seu celular um aplicativo de gravar voz.
  • Separe 10 minutos hoje para fazer uma gravação. Não se preocupe, você só vai fazer isso uma vez.
  • Em um local silencioso e reservado, tenha suas anotações em mãos e grave um áudio com a seguinte sequência:
    Mentira… (crença antiga).
    É mentira porque… (explicação)
    E a verdade é que…(crença nova).
    Vai ficar mais ou menos assim:
    – “Mentira: Querer dinheiro é algo superficial. Isso é mentira porque é só quando não temos dinheiro que ficamos pensando nisso o tempo todo. A verdade é que ter dinheiro me ajuda a ficar menos preocupado, e me dedicar ao que realmente importa.”
  • Não fale mecanicamente, mas sim com emoção e autoridade.
  • Repita isso para todas as suas crenças sobre um determinado assunto, em uma mesma gravação. Ou seja, você vai acabar com um arquivo de áudio de cerca de 10 minutos para cada um dos temas (dinheiro, saúde, relacionamentos, trabalho, seu corpo, etc).
  • Todos os dias ao acordar (antes de levantar da cama) e na hora de dormir, coloque o fone de ouvido e dê play em um dos arquivos de áudio. Fique de olhos fechados, relaxado, ouvindo sua própria voz dar comandos ao seu subconsciente. Cada dia você pode ouvir o áudio de um determinado assunto, ou pode ouvir vários dias o mesmo caso queira evoluir rápido naquela área.

É isso!

Super fácil, super divertido, e EXTREMAMENTE poderoso.

Por mais que pareça uma brincadeira de criança, essas técnicas foram desenvolvidas com base em décadas de estudos da psicologia e programação neurolinguística, e são processos garantidos para transformar crenças. Para você ter uma ideia, esse processo é usado até para curar traumas e superar casos sérios de fobias! Não é só falação, é uma abordagem testada e aprovada. Caso fique curioso pelos aspectos mais complexos de como ela funciona, o termo técnico é “Ressignificação”.

Eu já mudei muita coisa na minha vida utilizando os princípios que compartilhei nesse post, inclusive minha saúde – que era muito frágil. Hoje tenho uma vida bem saudável, e eu nunca pego nem resfriado.

Lembre-se que suas crenças geram seus pensamentos, seus pensamentos causam emoções, suas emoções te levam a fazer escolhas, e suas escolhas criam a sua realidade!

Ao invés de gastar toda a sua energia tentando mudar resultados (sem sucesso), trabalhe a raiz dos problemas e observe enquanto sua vida parece se transformar sozinha diante dos seus olhos!

Espero do fundo do meu coração que você coloque em prática os ensinamentos que reuni aqui hoje, e que realize todos os seus sonhos. Sua vida não deveria ser uma luta desanimadora, e sim um filme de aventura, comédia, romance e vitória!

Sua vida é uma história fantástica apenas esperando para ser escrita. E você tem o papel e a caneta. Que tal começar agora?

 

 

 

VAMOS SER AMIGOS DE E-MAIL?

Cadastre seu e-mail para receber conteúdo exclusivo e novos posts.

3 comentários sobre “A “Fórmula Secreta” Para Conquistar Tudo o Que Você Deseja

  1. Eu bem que iria comentar que as técnicas têm tudo a ver com PNL. Sou apaixonado pelo tema, embora não conheço muito e não tenho uma formação específica.

    Acredito que a PNL vai mudar o mundo, seguindo esta linha que publicou, Bruno. A verdade é que não temos limites.

    Grande abraço,

  2. Sou testemunha das mudanças na sua vida Bruno!! Obrigada pelas dicas práticas e tão precisas. Acho possível também, se exercitarmos né? Bruno você é um exemplo de que vale a pena acreditar e continuar.

  3. Muito bom! Eu estive fazendo um pouco desse processo por outros meios, e algumas crenças são realmente difíceis de derrubar, amarradas por muitos fios – e temos de cortá-los um a um. Mas ao longo do processo percebemos o quão responsáveis somos pelo nosso bem-estar e conquistas, e que isso é ao mesmo tempo um fardo e uma libertação. É claro que a realidade vai impor alguns limites aos nossos desejos, mas quando sabemos como nos colocar para desenvolver o nosso melhor frente às circunstâncias, eles nem parecem assim um problema tão grande, e começamos a trabalhar soluções.
    E para conhecer melhor quais são de fato os nossos desejos (o que pode ser difícil de discernir às vezes), eu tenho uma sugestão: fiz, uma vez, um brainstorming de desejos anotando em itens tudo o que eu gostaria de conquistar/fazer/experienciar até o fim da vida. Coloque 20 minutos no cronômetro e pare quando acabar o tempo. Feche o caderno, ou dobre a folha, e não veja mais a lista por um bom período de tempo – meses, ou até anos. Esse processo traz muitas surpresas positivas.

    Abraço

Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *